Pensa globalmente, age localmente: a literatura de potencial receção infantil na promoção da educação para a cidadania global

  • Maria João Macário Escola Superior de Educação de Viseu / Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores
  • Cristina Manuela Sá Universidade de Aveiro / Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores
Palavras-chave: Educação global, literatura de potencial receção infantil, formação de profissionais da educação

Resumo

O estudo de caso que aqui se apresenta teve como sujeitos participantes uma turma de 13 estudantes de uma licenciatura em educação básica de uma escola superior de educação portuguesa, no ano letivo de 2019/2020. Pediu-se a estes participantes que respondessem a um inquérito por questionário em que refletiam sobre a promoção de uma cidadania global através da literatura de potencial receção infantil. Os dados recolhidos foram objeto de análise de conteúdo. Os resultados revelaram que os estudantes eram capazes de refletir sobre a importância de uma educação que promovesse conhecimentos, capacidade, atitudes e valores passíveis de desenvolver nos seus futuros públicos competências conducentes à assunção de uma cidadania informada e plena na prossecução da paz e do bem comum. Para além disso, os sujeitos participantes reconheceram a importância da literatura de potencial receção infantil como uma oportunidade de promoção de valores literários e sociais. Esses mesmos valores têm igualmente um papel a desempenhar na promoção de uma educação para a cidadania global. Apesar desta abertura à reflexão sobre a literatura de potencial receção infantil para trabalhar valores literários e sociais, como a cidadania global, que advirá, em parte, por se encontrarem no final da frequência de uma unidade curricular onde se trabalhou a educação multicultural e para os valores, este estudo revelou-nos a necessidade de aprofundar a reflexão sobre estes tópicos com os estudantes. Uma forma de o fazer será trabalhar diferentes textos, para diferentes públicos, pensando em estratégias para promover a cidadania global. Desta forma, queremos formar profissionais da educação verdadeiramente comprometidos com as questões globais, logo com o bem comum.

Publicado
2020-12-17
Secção
Supervisão