Un modelo conceptual y taxonómico para estructurar el campo ciencia-tecnología-sociedad (o naturaleza de la ciencia y tecnología, o como se llame)

Palavras-chave: Alfabetização em ciência e tecnologia, ciência, tecnologia, sociedade, meio ambiente, Conceituação da natureza da ciência e tecnologia, ensino e aprendizagem

Resumo

Os especialistas e pesquisadores em didática da ciência concordam que a natureza da ciência (NdC) é um componente constituinte e relevante da alfabetização científica (e tecnológica) que todos os cidadãos devem adquirir da educação básica. Esse meritório acordo contrasta com as múltiplas controvérsias existentes sobre essa questão, desde sua denominação até os desenhos didáticos que representam mais genuinamente esses conteúdos nos currículos educacionais e que afetam os aspectos da pesquisa e educacionais. Nos últimos anos, a controvérsia centrou-se na chamada “visão de consenso”, considerada um reducionismo do significado da NdC pelos críticos, que propõem conceituações mais amplas. Este estudo apresenta uma nova conceituação do NdC, que assume as críticas à visão de consenso, e parte do modelo de três mundos da ciência de Popper. As interações e relações entre os três mundos, de uma forma natural, geram e justificam um conjunto de meta-conhecimentos interdisciplinares que formam a NdC, em que inclui explicitamente a tecnologia, de modo que o conceito de ciência é estendido para a tecno-ciência e, portanto, a NdC também é re-conceituada como a Natureza da Ciência e Tecnologia (NdC&T). Este quadro permite desenvolver um esquema holístico de quatro aspectos básicos onde vários temas e subtemas específicos são dispostos em uma taxonomia funcional, flexível e aberta que dá estrutura à conceituação do NDC & T e inclui as concepções anteriores.

Publicado
2019-10-14
Como Citar
Vázquez-Alonso, Ángel, & Manassero-Mas, M.-A. (2019). Un modelo conceptual y taxonómico para estructurar el campo ciencia-tecnología-sociedad (o naturaleza de la ciencia y tecnología, o como se llame). Indagatio Didactica, 11(2), 121-140. https://doi.org/10.34624/id.v11i2.5914
Secção
Desenvolvimento Curricular e Didática