Glifosato: um problema da ciência e da tecnologia para a sociedade

  • Andressa Kuhnen Silva Núcleo de Pesquisa em Ensino de Ciências (NUPEC)/ Laboratório de Ressonância Magnética Nuclear, Instituto de Química, Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Luciano Morais Lião Laboratório de Ressonância Magnética Nuclear, Instituto de Química, Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Simone Maria Teixeira de Sabóia-Morais Laboratório de Comportamento Celular, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Francisco Gambarra Neto Laboratório de Ressonância Magnética Nuclear, Instituto de Química, Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Agustina Rosa Echeverría Núcleo de Pesquisa em Ensino de Ciências (NUPEC), Universidade Federal de Goiás (UFG)
Palavras-chave: reação-química, agrotóxicos, glifosato, peixes

Resumo

Numa definição inicial - sempre é possível se complexificar as definições - podemos dizer que a Química é a ciência que estuda as substâncias, suas transformações e as energias envolvidas nelas. Daí depreende-se que o conceito de Reação Química é central nessa ciência como também o é para a sua aprendizagem. No presente artigo trataremos o conceito de Reação Química relacionado à problemática ambiental abordado no curso superior de Química da Universidade Federal de Goiás (UFG) – Brasil. O glifosato (GLI), princípio ativo presente em diversos herbicidas, como o Roundup, é frequentemente utilizado na agricultura e estudos demonstram que a sua toxicidade pode ser causada pela presença de seu produto de degradação, o ácido aminometilfosfônico (AMPA). Um dos problemas associados a sua utilização é a diminuição dos níveis de testosterona em peixes do sexo masculino, o que pode promover a feminização e desmasculinização desses animais. Dessa maneira, através da análise de Ressonânica Magnética Nuclear (RMN) foi possível monitorar por 96h aquários que continham doses de glifosato diluídas em água. Constatou-se que os animais absorveram concentrações de glifosato levando a sua feminização, e que isso ocorreu devido à absorção do glifosato, e não dos seus produtos de degradação. As implicações ambientais de reações químicas derivadas da utilização de agrotóxicos na agricultura, exemplicadas no caso do GLI, foram discutidas nas aulas da disciplina de Química Ambiental, numa abordagem interdisciplinar de conceitos estruturantes da Química.

Publicado
2019-10-14
Como Citar
Silva, A., Lião, L., de Sabóia-Morais, S., Neto, F., & Echeverría, A. (2019). Glifosato: um problema da ciência e da tecnologia para a sociedade. Indagatio Didactica, 11(2), 77-92. https://doi.org/10.34624/id.v11i2.5881
Secção
Desenvolvimento Curricular e Didática