Los contenidos de ciencia, tecnología y sociedad en los nuevos currículos básicos de la educación secundaria en España

  • Ángel Vázquez-Alonso Universidad de las Islas Baleares
  • María-Antonia Manassero-Mas Universidad de las Islas Baleares
Palavras-chave: Ciência, Tecnologia e Sociedade, literacia em ciência e tecnologia, desenvolvimento curricular, padrões de aprendizagem

Resumo

Literacia científica para todos é o principal objetivo da educação científica e os conteúdos de ciência, tecnologia e sociedade (CTS) são as suas componentes inovadoras. No entanto, muitos estudos indicam que o ensino destes conteúdos CTS é relegado por uma série de fatores que perpetuam a sua ausência nas salas de aula de ciências, entre os quais conta a sua ineficiente conceção curricular. Este artigo analisa a presença das questões CTS nos novos currículos espanhóis de ciência, de 2015, para ensino secundário (13-18 anos). O objetivo é fornecer uma visão mais precisa, sistemática e estruturada do currículo para facilitar a sua compreensão por parte dos professores e, portanto, o seu ensino adequado. Uma taxonomia importada da investigação em didática é aplicada aos novos conteúdos curriculares chamados padrão avaliável da aprendizagem, porque a sua maior especificidade permite identificar e classificar os conteúdos CTS com mais precisão. A presença de temas de CTS no novo currículo é mais extensa e detalhada que nos anteriores, embora a sua abordagem curricular ainda tenha uma deficiente estruturação: precisão terminológica melhorada, confusão com os processos da ciência e falta de um design de progressões de aprendizagem. Em conclusão, este estudo identifica e estrutura os temas CTS como um passo necessário para clarificar o currículo e promover uma melhor compreensão por parte dos professores – e uma melhor formação docente –, contribuindo para um melhor desenvolvimento do currículo e de materiais adequados, tendo em vista a qualidade do ensino científico sobre conteúdos CTS.

Publicado
2016-07-05
Secção
Integração de conteúdos CTS nos currículos nos países Ibero-americanos