Integração de conteúdos CTSA no currículo e nos manuais escolares portugueses de ciências do 2.ºCEB: que relação de continuidade/descontinuidade?

  • Isabel Marília Borges Fernandes Instituto Politécnico de Bragança; Universidad de Valladolid
  • Delmina Maria Pires Instituto Politécnico de Bragança
  • Jaime Delgado-Iglesias Universidad de Valladolid
Palavras-chave: Perspetiva CTSA, Manuais escolares, Currículos, Educação Básica

Resumo

Um dos grandes desafios que se coloca à Educação em Ciências é a necessidade de promover a literacia científica de todos os alunos. Impõe-se uma Educação em Ciências mais contextualizada e integrada, que proporcione a interligação entre a ciência, a tecnologia, a sociedade e o ambiente. Mas, para que os professores considerem e implementem esta abordagem nas suas aulas, é necessário que a mesma seja contemplada de forma clara e explícita nos documentos que regulam a ação educativa, nomeadamente, nos Documentos Oficiais Curriculares e nos manuais escolares. Assente numa investigação essencialmente qualitativa, este estudo analisa a educação científica de enfoque ciência-tecnologia-sociedade ambiente promovida pelos Documentos Oficiais Curriculares e interpretada pelos manuais escolares portugueses de Ciências Naturais do 2.ºciclo da educação básica. Os resultados indicam que as diretrizes curriculares dos Documentos Oficiais ainda não são totalmente consentâneas com as atuais recomendações do enfoque ciência-tecnologia-sociedade-ambiente em Didática das Ciências e que as interpretações que os manuais escolares fazem desta perspetiva de ensino são insuficientes para promover a literacia científica dos alunos.

Publicado
2016-07-05
Secção
Integração de conteúdos CTS nos currículos nos países Ibero-americanos