La naturaleza de la ciencia en el nivel medio en la ciudad de Corrientes, Argentina

  • Ana Isabel Suárez Universidad Nacional de Quilmes
  • Alejandro Fabián Maldonado Instituto de Modelado e Innovación Tecnológica, IMIT, CONICET – UNNE, Corrientes
Palavras-chave: Natureza da Ciência, Ensino Medio, Enfoques das ciências

Resumo

O presente trabalho de investigação teve início com o questionamento do currículo e dos programas subjacentes aos planos curriculares de Ciências Naturais desde o primeiro até o sexto ano do Ensino Médio (EM) do Colégio Secundário “Brigadier General Pedro Ferré”, da Cidade de Corrientes (Argentina), assim como dos livros didáticos utilizados pelos docentes e alunos dessa instituição. A partir do conhecimento do estado atual sobre o enfoque das ciências no EM, em particular no citado estabelecimento de educação, foram introduzidos como metodologia de investigação conteúdos relacionados com a Natureza da Ciência (NdC) pelo período de dois anos com o mesmo grupo de alunos, tendo como inicio o ano de 2013. O objetivo foi investigar o impacto da incorporação destes conteúdos sobre os alunos, tanto no rendimento académico em matérias relacionadas com as ciências exatas (Matemática, Física, Química, etc…), como no interesse dos mesmos por cursos superiores relacionadas com ciências em geral. Essa metodologia é nova e inovadora para o campo educativo e para a região em geral. Foi implementado, entre outras atividades, uma Unidade Didática (UD) em que a sequência de aulas proposta pelo docente aos estudantes consiste em expor diferentes hipóteses acerca de um tema apresentado, assim como questionar informações e apresentar conclusões. A dita UD está situada no eixo epistemológico da ciência. Os resultados, obtidos ao fim do período contínuo de dois anos com o mesmo grupo de alunos, mostram um impacto positivo da NdC. O mesmo se manifesta num incremento da quantidade de alunos aprovados na disciplina de Química I, assim como no número de alunos interessados em cursos superiores relacionados com as ciências.

Publicado
2016-07-05
Secção
Integração de conteúdos CTS nos currículos nos países Ibero-americanos