Uma proposta CTS para a formação inicial de professores de Química: potencialidades e limites

  • Maria Stela da Costa Gondim Instituto de Química – Universidade Federal de Uberlândia (IQUFU); Universidade de Brasília (FE-UnB)
  • Wanna Santos de Araújo Universidade Federal do Piauí (UFPI/CPCE); Universidade de Brasília(FE-UnB)
Palavras-chave: Proposta de ensino e aprendizagem, estudos de casos sociocientíficos, educação CTS, formação inicial de professores de Química

Resumo

Neste trabalho apresentamos uma proposta de ensino e aprendizagem que tem como propósito a formação para uma educação CTS problematizadora e crítica. A proposta foi baseada no método de estudos de casos, sendo esses voltados para aspectos sociocientíficos, coadunando com uma educação CTS. A sua aplicação se deu em três turmas distintas de licenciandos em Química, durante uma disciplina de um curso noturno de uma universidade pública brasileira, em épocas diferentes. A turma escolhida como nossos sujeitos de pesquisa para este trabalho era composta pelo maior número de matriculados e de participação mais ativa. Seguindo o caminho metodológico de análise de conteúdo (Bardin, 2011), identificamos como nosso corpus de análise o questionário final de avaliação, complementado com as outras atividades realizadas pelos estudantes. As atividades foram registradas por meio de documentos escritos e/ou gravação áudio-visual. A partir da análise aprofundada dos dados do questionário final de avaliação, emergiram duas dimensões: “CTS como estratégia de ensino” e “visão crítica da inter-relação ciência, tecnologia e sociedade”. A primeira dimensão prevaleceu nas respostas de oito estudantes, enquanto a segunda dimensão é expressa por seis estudantes. Entretanto, três deles apresentaram as duas dimensões, atingindo o objetivo principal da proposta desenvolvida no curso. Acreditamos que a proposta desenvolvida contribuiu para uma tomada de consciência das e sobre as relações CTS pelos licenciandos em Química. No entanto, compreendemos que a associação com uma estratégia de ensino motivadora foi um fator dificultador do estabelecimento de uma educação CTS mais crítica.

Publicado
2016-07-05
Secção
Formação de Professores – Que avanços e boas práticas partilhar?