La percepción por parte de las poblaciones campesinas andinas del cambio climático

  • Agapito Chuctaya Alccamari Universidad de Salamanca
  • Santiago Manuel López García Universidad de Salamanca
Palavras-chave: Alterações climáticas, conhecimento ancestral, Peru

Resumo

Dentro de estudos sociais da ciência e da tecnologia é necessário ter em conta os saberes que permanecem nas comunidades camponesas andinas e, especialmente, os relacionados com a atividade que domina a vida diária: a agricultura. Acrescenta-se a isso a preocupação de saber se a agricultura destas comunidades é sustentável graças a esses conhecimentos e à educação promovida nestas populações. Dessa forma, a recuperação do conhecimento local pode ter um efeito positivo para a conservação do meio ambiente. Este trabalho é também uma aproximação à relação existente entre o conhecimento específico das comunidades locais e as ações que as mesmas tomam para fazer frente ao processo de mudanças climáticas. O objetivo é estudar a reflexão que as comunidades ou grupos de pessoas locais desenvolvem para defender as suas próprias experiências com base no conhecimento que guardam e que, em última análise, envolve os alunos do ensino regular. Como caso prático são apresentados os chamados “Calendários Agrofestivos”. Estas experiências permitem-nos analisar as relações entre o desenvolvimento técnico das populações e a sua cultura.

Publicado
2016-07-05
Secção
Literacias e Sustentabilidade – E depois das Décadas?