La educación para la sustentabilidad política pública Vs. realidad

  • Lilián Marisa Méndez Ravina Escuela Superior de Turismo Instituto Politécnico Nacional
  • Marissa Alonso Marbán Instituto Politécnico Nacional
  • Cristina Isabel Méndez Ravina Instituto Politécnico Nacional
  • Hilda Solís Martínez Colegio Madrid A. C.
  • María Belén Solís Mendoza Escuela Superior de Turismo Instituto Politécnico Nacional
Palavras-chave: Educação, sustentabilidade, política pública, alfabetização científica

Resumo

Embora o compromisso mundial seja focado no desenvolvimento sustentável, não se pode negar que, lamentavelmente, no México, este compromisso tem sido, muitas vezes, parte dos discursos de grupos da elite governamental. A sociedade civil, em contrapartida, muito pouco pode contribuir por não possuir amplo
conhecimento desses problemas, uma vez que não conta com formação académica necessária para lográ-lo. Para além disso, os governos, em muitos casos, não contam assessores suficientemente treinados, que consideram a sustentabilidade educativa como uma prioridade em seus governos, ficando os compromissos, muitas vezes, em meros discursos bem intencionados sem aplicação na realidade em que vivemos. A consciência de um desenvolvimento mais sustentável, aos poucos, instala-se nas diversas camadas da sociedade, com pequenas ações em algumas partes do país, graças a ações isoladas, decretos nacionais, interesses turísticos ou interesses particulares de algumas comunidades, entre outros. O enfoque da sustentabilidade também tem sido incorporado em programas académicos e a investigação promove a obtenção de resultados que consideram a preservação do meio ambiente.

Publicado
2016-07-05
Secção
Literacias e Sustentabilidade – E depois das Décadas?