Cinema e ensino: a produção de materiais audiovisuais para o ensino de ciências

  • Priscila Ernst Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Rosemari Monteiro Castilho Foggiatto Silveira Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Enrique Sánchez Albarracín Université Lumière Lyon 2
Palavras-chave: Audiovisuais, Ciência Tecnologia e Sociedade (CTS), Cinema e Ensino, Ensino de Ciências

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados parciais de um estudo em que se procurou ensinar ciências (conteúdo de vírus e bactérias) em um enfoque CTS - Ciência, Tecnologia e Sociedade, utilizando como estratégia didática a produção de materiais audiovisuais, mais especificamente stop motions. Os principais autores que fundamentam o estudo são: Feldmann (2009), Chassot (2011), Santos e Auler (2011), Fresquet (2013) e Bazzo (2014). A abordagem metodológica do trabalho é qualitativa, descritiva, com observação participante. O estudo está sendo desenvolvido com alunos de uma turma de 7o ano de um colégio público de São João do Triunfo – PR, Brasil. A ferramenta prática utilizada é a produção de audiovisuais com a técnica stop motion (processo onde é feita a captação de fotograma a fotograma, usando uma máquina fotográfica e uma fonte de luz). Assim, os alunos criaram personagens a partir de materiais como massa de modelar, desenhos, recortes de revistas e pequenos objetos, para dar vida e movimento nos audiovisuais. Observou-se como resultado que os alunos ficaram mais motivados e interessados pelo conteúdo abordado. Também se notou que os alunos passaram a analisar os assuntos discutidos durante as aulas de Ciências de forma mais crítica, fazendo questionamentos e relacionando o conteúdo estudado com suas próprias vidas. Os estudantes se preocuparam com questões como: o surgimento das vacinas, o acesso da população a elas, a confiabilidade nos medicamentos, as doenças negligenciadas no país, entre outros assuntos de relevância para o processo de reflexão e senso crítico dos mesmos.

Publicado
2016-07-05
Secção
Integração de conteúdos CTS nos currículos nos países Ibero-americanos