Aprendizagem por pares e questionamento na iniciação e revisão do tema ácido/base em contexto CTS

  • Maria Amália F. M. Rodrigues Escola Secundária de Estarreja
  • Edgar Martins Dias Escola Secundária de Estarreja
  • Francislê Neri de Souza Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores da Universidade de Aveiro
Palavras-chave: Questionamento, aprendizagem por pares, iniciação, revisão, dificuldades de aprendizagem, CTS, ácidos e bases

Resumo

Nesta investigação pretendeu-se estudar as dificuldades inerentes à aprendizagem inicial, revisão e aprofundamento de conhecimentos relacionados com o tema ácido/base que se inicia no 8º ano e se complementa no 11º ano do ensino oficial português. Empreendeu-se uma investigação criando ambientes onde os alunos pudessem exprimir as suas opiniões e interpretações perante situações relacionadas com o tema ácido/base, procurando-se obter informações sobre saberes anteriores e dificuldades, bem como da possibilidade destes ambientes permitirem aprofundar conhecimentos e superar dúvidas. Assim, estabeleceu-se como eixos teóricos da investigação o “Questionamento” e a “Aprendizagem por Pares” num contexto CTS. A aprendizagem por pares promove interações que são desejáveis tanto na construção do saber, como na criação dos ambientes em que o aluno toma uma atitude ativa exprimindo as suas opiniões, colocando as suas dúvidas e encontrando, com a colaboração dos colegas, uma equilibração de pensamento. Também o questionamento dos alunos permite diagnosticar o nível de conhecimentos, as dificuldades e indica os caminhos que os alunos fizeram para compreenderem. Este artigo apresenta dados relativos ao trabalho desenvolvido no ano letivo de 2011/2012 numa turma do 11º ano e outra do 8º ano da Escola
Secundária de Estarreja. O estudo segue uma metodologia qualitativa, usando estudos de caso. Os resultados deste estudo foram obtidos através da análise de produções dos alunos obtidas por meio
de questionários e observação participante.

Publicado
2016-07-05
Secção
Integração de conteúdos CTS nos currículos nos países Ibero-americanos