O milho como modelo biológico para explorar experimentalmente o conceito de biodiversidade intraespecífica no ensino básico

  • Marta Silva Politécnico do Porto: Escola Superior de Educação
  • Sara Aboim Politécnico do Porto: Escola Superior de Educação
Palavras-chave: educação em ciências, biodiversidade intraespecífica, trabalho experimental, práticas epistémicas

Resumo

A presente investigação centra-se em perceber se a utilização conjunta do milho, enquanto modelo biológico, e do ensino experimental das ciências, pode constituir uma estratégia de ensino facilitadora da compreensão do conceito de biodiversidade intraespecífica.
Elaborou-se uma sequência didática para explorar a biodiversidade intraespecífica e promover o desenvolvimento de práticas epistémicas pelos alunos. Os resultados indicam que a utilização do milho como modelo biológico e o recurso ao trabalho experimental constituíram uma estratégia de ensino-aprendizagem com potencialidades para promover uma maior significação do conceito de biodiversidade intraespecífica e uma educação científica das crianças.

Publicado
2018-12-13
Como Citar
Silva, M., & Aboim, S. (2018). O milho como modelo biológico para explorar experimentalmente o conceito de biodiversidade intraespecífica no ensino básico. Indagatio Didactica, 10(4), 57-66. https://doi.org/10.34624/id.v10i4.11155
Secção
Desenvolvimento Curricular e Didática