A importância das competências digitais dos professores na operacionalização das Orientações Curriculares para as TIC no 1.º CEB

Palavras-chave: tecnologias digitais em educação, práticas reportadas, DigCompEdu, capacitação digital docente, autorreflexão

Resumo

Numa época em que as tecnologias digitais assumem um papel fulcral em contexto educativo, importa perceber em que medida as competências digitais dos professores podem ter impacto na forma como são implementadas as orientações curriculares para as TIC (OC TIC) no 1.º Ciclo do Ensino Básico (1.º CEB). Para tal, efetuou-se um estudo exploratório envolvendo professores do 1.º CEB associados a um Centro de Formação de Associação de Escolas (CFAE) do distrito de Aveiro. Partindo da análise dos resultados obtidos através de um inquérito por questionário, foi possível identificar práticas reportadas de utilização de tecnologias digitais em contexto de sala de aula e aferir o nível autopercebido de competências digitais dos professores envolvidos no estudo. Tal permitiu caracterizar a forma como as OC TIC estavam a ser implementadas no 1.º CEB e identificar necessidades de formação em competências digitais. Os resultados sugerem que as OC TIC estão numa fase inicial de implementação, com os professores a fazerem uma utilização esporádica de tecnologias digitais. Paralelamente, o nível autopercebido de competência digital dos professores situa-se no nível A1 – Recém-chegado, tendo como referência o Quadro Europeu de Competência Digital dos Educadores (DigCompEdu), revelando a necessidade de formação adequada na área da capacitação digital.

Publicado
2022-07-20
Secção
Tecnologias da informação em educação