Formação continuada para formadores: uma proposta de utilização pedagógica das tecnologias de informação e comunicação por meio do Ensino Híbrido

Palavras-chave: Formação continuada de formadores, Novas tecnologias, Ensino Híbrido, Escola pública, Prática Pedagógica

Resumo

Este artigo objetiva compreender a importância e a relação entre as iniciativas de formação continuada para professores e a utilização pedagógica das tecnologias de informação e comunicação (TIC) no processo de ensino e aprendizagem por meio do Ensino Híbrido em escolas públicas. Assim, lança-se mão de uma pesquisa qualitativa, compreendida como estudo de caso, realizada com docentes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas do Estado do Rio de Janeiro, a partir da realização de dois cursos de formação continuada, em que foram abordados aspectos relacionados às TIC como tecnologias educacionais e o Ensino Híbrido. Os resultados mostram o reconhecimento por parte dos docentes da relevância de tais iniciativas enquanto oportunidades de reflexão e atualização em relação ao uso da tecnologia no contexto escolar, reconhecendo-a como uma interface potencializadora e enriquecedora do processo de ensino e aprendizagem em escolas públicas que possuem poucos recursos tecnológicos. Entretanto, embora essa experiência de formação possa ser considerada exitosa, há entraves que merecem ser considerados, especialmente, o que se refere a essa formação, apesar de ter acontecido na escola, não ter a participação e o envolvimento de todos os docentes, revelando, de certo modo, a fragmentação do processo formativo que, muitas vezes, impede ou fragiliza pensar um projeto maior de escola e de educação.

Publicado
2021-10-19
Secção
Supervisão