Flexibilidade curricular no Jardim Botânico da Universidade de Coimbra: um projeto educativo inovador em tempo de pandemia

  • Cláudia Filipa Gomes Rodrigues Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra
  • Ana Cristina Pessoa Tavares Jardim Botânico da Universidade de Coimbra & Museu da Ciência da Universidade de Coimbra http://orcid.org/0000-0001-8595-218X
Palavras-chave: educação em ciência, metodologias inovadoras, naturais em espaços verdes, promoção da literacia

Resumo

A Educação em Jardins Botânicos é uma prática educativa facilitadora do processo de ensino-aprendizagem pela multiplicidade de oportunidades, modelos e marcas sensoriais de um cenário natural. Num protocolo entre o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra (JBUC) e a Escola Jaime Cortesão surge um projeto educativo de flexibilidade curricular do Ensino Secundário de Biologia, “O Jardim Botânico em 3 Estações”. Correspondendo às estratégias curriculares de intersecção disciplinar, esta ação no JBUC apresenta como principais objetivos: perceber os impactos na missão institucional e nos alunos, ao nível da atitude, aquisição de conhecimentos, apreciação do espaço e das vivências fora da sala de aula. A metodologia, baseada em questionários aplicados em três fases sazonais, a última marcada pela situação pandémica, explora questões: De que forma a educação não-formal tem impactos no percurso escolar dos alunos? A flexibilização e autonomia curricular fomentam e estimulam a atenção e as aprendizagens? De que modo os alunos se envolvem e acolhem estes projetos? A sua motivação e interesse pela disciplina em estudo aumentam? Dos resultados obtidos nesta fase realçamos a valorização das deslocações ao JBUC, uma novidade promotora da vontade de participar e fazer mais. O contacto real com as alterações do ciclo de vida das plantas estimulou a motivação, mobilização de saberes e competências, permitindo a conclusão dos trabalhos. Apesar da paragem de 2 meses, instituições e alunos se readaptaram. Demonstrando empenho, vontade, criatividade, capacidade de reinvenção, conseguiu-se concretizar objetivos, confirmando-se esta práxis uma alternativa educativa a integrar regularmente pelas instituições de ensino.

Publicado
2021-07-28
Secção
Desenvolvimento curricular e didáctica