A colaboração entre o professor de inglês e o professor generalista. Trajetórias para uma nova cultura de escola no 1.º ciclo do Ensino Básico, em Portugal

Palavras-chave: professores de inglês, 1.º ciclo do Ensino Básico, trabalho colaborativo, desenvolvimento profissional docente, comunidade de prática

Resumo

A colaboração docente é compreendida enquanto forma de trabalho e de aprendizagem entre pares, promotora de desenvolvimento profissional. A existência de oportunidades para que o professor de inglês e o professor generalista aprendam e colaborem ativamente pode contribuir para a inovação do processo de ensino dos professores e favorecer a aplicação de novas ideias e conhecimentos em sala de aula (OCDE, 2019, p.163).
Neste quadro, apresenta-se aqui, e precisamente, um estudo de caso, de cariz exploratório, que incide sobre a colaboração docente no 1.º ciclo do Ensino Básico (CEB), em Portugal, e que teve por base um plano de intervenção local, desenvolvido por uma autarquia, para capacitar esta equipa de professores de inglês e para favorecer e facilitar modos de intervenção educativa em articulação curricular com o professor generalista.
Foram analisadas as perceções de dezasseis professores de inglês relativamente às ações colaborativas que entendem ter desenvolvido entre si e com os professores generalistas, durante um ano letivo. Os dados recolhidos sobre essa colaboração docente a partir das perceções dos professores generalistas revelaram-se importantes para confrontar o olhar destes dois tipos de intervenientes.
Mais especificamente, a análise de dados, recolhidos através de instrumentos vários, tais como inquérito por questionário, reflexões de aula e entrevistas, indicia a existência de uma comunidade de prática e mostra que uma cultura docente colaborativa foi determinante na forma como os professores pensaram e agiram sobre o currículo.

Publicado
2021-07-28
Secção
Supervisão