Do currículo oficial ao alcançado, semelhanças e diferenças entre Portugal e França

  • Maria Plantier S. Lobo Antunes Escola Secundária de Luís de Freitas Branco, Paço de Arcos, Oeiras
  • Cecília Galvão Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Avaliação da literacia científica, currículo, decisão curricular

Resumo

Este estudo incidiu sobre documentos recolhidos entre 2016 e 2018 que protagonizaram reformas curriculares na disciplina de ciências naturais do ensino básico em dois países: França e Portugal. O objetivo foi, através de uma metodologia interpretativa de análise de texto, proceder à seleção de documentos e posteriormente à sua análise comparativa, sustentada pelo modelo de aprendizagem de Guo (2007), para evidenciar semelhanças e diferenças entre o currículo oficial (a perspetiva oficial, o que se pretende que os professores ensinem) e o currículo alcançado (o que se pretende que seja aprendido) em Portugal e em França. Utilizando as variáveis das categorias daquele modelo, os resultados mostraram que o contexto nacional da decisão curricular do ensino para a literacia científica, nos dois países, tem em consideração o conhecimento proveniente das organizações internacionais no currículo oficial mas, na transposição didática deste para o currículo alcançado, a definição do conhecimento e das competências a trabalhar é diferente. Foi, assim, possível concluir que a elaboração daqueles documentos – o denominador comum a todas as salas de aula – exige rigor e coerência entre as duas perspetivas de currículo para evitar a discrepância entre o desejado e o alcançado.

Publicado
2021-07-28
Secção
Avaliação em educação