As Tecnologias de Apoio e a inclusão escolar: um estudo de caso da Terapia Ocupacional na implementação do controlo pelo olhar com uma criança com Síndrome de Leigh

Palavras-chave: Inclusão educativa, Necessidades Específicas, Tecnologias de Apoio, Terapia Ocupacional

Resumo

As Tecnologias de Apoio (TA) exercem um papel fulcral na adaptação do indivíduo com deficiência ao meio, compensando ou substituindo as funções deficitárias ou inexistentes, facilitando ou possibilitando a realização de atividades significativas e, consequentemente, a inclusão escolar e social. A investigação descreve o processo de utilização das TA, no âmbito da intervenção da Terapia Ocupacional em contexto escolar, com uma criança com Síndrome de Leigh. É um estudo de caso único, exploratório-descritivo, em que se averigua a forma como as TA influenciam o processo de ensino-aprendizagem e comunicação de crianças com Necessidades Específicas. A implementação do estudo decorreu em três fases: i) avaliação com métodos diversificados para caracterização do participante e para seleção das TA; ii) implementação das TA com atividades e avaliações curriculares adaptadas; e, iii) reavaliação do aluno e obtenção de dados por entrevista àqueles que contactam de mais perto com a criança. Procedeu-se à análise dos dados da avaliação e à análise de conteúdo das entrevistas através do software webQDA. A implementação das TA no processo de ensino-aprendizagem permitiu que o aluno realizasse as avaliações curriculares sem ajuda de terceiros. As TA reduziram o intervalo entre o potencial e a concretização das atividades pelo aluno, sendo notório o aumento da sua participação e desempenho no processo de ensino-aprendizagem.

Publicado
2021-06-24
Secção
Supervisão