Questões sociocientíficas nos anos iniciais do ensino fundamental: o tema água em evidência

  • Suseli de Paula Vissicaro Universidade Estadual de Campinas: UNICAMP
  • Silvia Fernanda de Mendonça Figueirôa Universidade Estadual de Campinas: UNICAMP
  • Mariana Sales de Araújo Universidade de São Paulo - USP
Palavras-chave: Controvérsia socio-científica, Educação Científica, ensino fundamental

Resumo

Nos últimos anos as questões sociocientíficas têm sido recomendadas para currículos com o enfoque em Ciência – Tecnologia - Sociedade, visando a formação crítica do cidadão, através de problematizações, e, implicando na necessidade de criticidade do professor. Nesta perspectiva, procurar-se-á no presente artigo, apresentar os resultados do estudo sobre as possibilidades e dificuldades acerca da introdução de questões sociocientíficas nos anos iniciais do ensino fundamental no Brasil, segmento para o qual não foram encontradas pesquisas relativas a essa temática/questão. O objetivo principal é discutir sobre estas possibilidades, bem como as dificuldades que envolvem as discussões de temas controversos com alunos do ensino fundamental I, com o tema água. Para tanto, serão apresentados os resultados encontrados em uma sequência didática proposta para esta faixa etária (6 a 10 anos) e suas considerações. Os resultados apontam para a ampliação desta discussão, para o posicionamento crítico dos alunos (tendo em vista a faixa etária
em questão) e também para a dificuldade que o professor polivalente enfrenta ao trabalhar com estas questões. No entanto, é consenso considerar a sua contribuição para a formação crítica do aluno, numa proposta de Educação Científica.

Publicado
2016-07-05
Secção
Integração de conteúdos CTS nos currículos nos países Ibero-americanos