Natureza da ciência e formação continuada de professores da Educação Básica

  • Sonia Aparecida Cabral Universidade Cruzeiro do Sul – São Paulo
  • Maria Delourdes Maciel Universidade Cruzeiro do Sul – São Paulo
Palavras-chave: Formação de professores, Enfoque CTS, Formação Continuada, Ensino de Ciências, Educação Básica

Resumo

Quando se pretende melhorar as práticas educativas no ensino de Ciências, em especial aquelas relacionadas com conteúdos sobre Natureza da Ciência (NdC), deve-se considerar a formação continuada dos professores como alternativa possível, pois além de melhorar a qualidade da educação científica, pode contribuir para o desenvolvimento do pensamento reflexivo e crítico relacionado com ações cotidianas. Neste artigo apresentam-se os resultados parciais de uma pesquisa de doutorado, em andamento, cujo objetivo foi verificar se ocorrem mudanças significativas nas atitudes de professores após a sua participação em um curso de Formação Continuada em Ensino Ciências com enfoque CTS. Os dados analisados referem-se às respostas dadas por treze (13) sujeitos, docentes da Escola Básica (Ensino Fundamental I) da cidade de Ribeirão Pires, São Paulo – Brasil, que participaram de um curso de formação continuada de Professores, onde abordaram-se os seguintes temas: Competência Científica, Pensamento Crítico e Argumentação. Para a coleta dos dados aqui considerados, utilizou-se a aplicação do questionário COCTS (Cuestionario de Opiniones sobre la Ciencia, la Tecnologia y la Sociedade), um instrumento baseado no uso de frases valoradas para avaliar atitudes relacionadas com a NdC. Os resultados coletados com a aplicação deste instrumento evidenciaram que os professores apresentam uma atitude ingênua sobre assuntos relacionados a NdC, o que nos leva a refletir acerca da necessidade de incluir estes temas na formação docente inicial; de ofertar novos cursos de formação continuada com o mesmo enfoque e de fomentar, no espaço escolar, discussões mais aprofundadas sobre conceitos necessários ao desenvolvimento desta compreensão.

Publicado
2016-07-05
Secção
Formação de Professores – Que avanços e boas práticas partilhar?