A experimentação em sala de aula: concepções de professores de Ciências e Matemática

  • Vanessa Martins de Souza Universidade de Aveiro
  • Suélen Santos Rodrigues PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Maurivan Güntzel Ramos PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Experimentação em sala de aula, Ensino de Ciências e Matemática, concepções de professores, abordagem CTS

Resumo

A experimentação na atividade pedagógica em sala de aula trata-se de um componente importante para o processo de aprendizagem, podendo servir de recurso para o ensino com abordagem Ciência, Tecnologia e Sociedade [CTS]. Partindo-se do pressuposto que aprender ciência pela experimentação está relacionado às concepções adotadas pelos professores e à forma com que os experimentos são abordados em aula, o objetivo do presente estudo foi identificar as concepções de professores em situação de formação continuada sobre o papel da experimentação no ensino de Ciências e Matemática. Para isso, foram aplicados questionários a 24 professores, ingressantes de um curso de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, os quais foram analisados por meio da Análise Textual Discursiva. Dessa análise, foi possível identificar quatro categorias emergentes: (1) a função da experimentação na aprendizagem do aluno; (2) a função da experimentação na prática do professor; (3) a função da experimentação na abordagem de conteúdos; (4) a função da experimentação na construção do ambiente da sala de aula. Foi possível perceber que os sujeitos entendem a experimentação como um momento que proporciona o desenvolvimento de muitas competências, possibilitando aos alunos interagir com materiais, testar teorias, formular hipóteses e levantar questionamentos, atribuindo a ela um caráter motivador. Destaca-se, ainda, que a experimentação pode ser desenvolvida numa abordagem envolvendo Ciência, Tecnologia e Sociedade – CTS, visando à promoção do interesse dos estudantes pela ciência e tecnologia, bem como à discussão de suas implicações sociais.

Publicado
2016-07-05
Secção
Formação de Professores – Que avanços e boas práticas partilhar?